fbpx

4 dicas de decoração para ambientes pequenos

Decoração para ambientes pequenos: confira 4 dicas de como aproveitar melhor os espaços, decorar apartamento pequeno e aumentar ambientes.

Decoração para ambientes pequenos pode ir muito além de mobília e acessório. Existem algumas estratégias decorativas que ajudam a aproveitar melhor os espaços da casa e criam a sensação de amplitude.

Bárbara Penha e Pauline Moraes, da Penha Moraes Arquitetura, contam alguns desses truques. Confira!

 

1 – Deixe espaço para a circulação

Com o passar dos anos os cômodos foram diminuindo de tamanho. No entanto, as necessidades humanas permaneceram as mesmas – especialmente a necessidade de ter espaço e não se sentir sufocado pela própria casa, como explica Pauline.

Por isso, ao projetar um ambiente menor é fundamental pensar na circulação. Nesse sentido, a arquiteta convida a fazer uma reflexão sobre a quantidade de objetos de que realmente precisamos.

“Às vezes, mesmo sem perceber, as pessoas podem agir como acumuladoras. É interessante fugir disso. Colocar em ambientes menores apenas o que a gente realmente precisa, já é uma maneira de trabalhar bem com a circulação e fazer com que o espaço proporcione bem-estar”, complementa Pauline.

Dica extra

Banheiro apertado? Reserve pelo menos 70 centímetros para o espaço do vaso sanitário e outros 70 para a bancada da pia.

Outra forma de melhorar o espaço para circulação dos ambientes é escolher armários suspensos na parte de cima e portas de correr para os que se estendem desde o chão.

 

Quarto de casal bem decorado, bonito e confortável.

Circulação: um elemento fundamental para ambientes de todos os tamanhos. (Imagem: projeto Penha Moraes)

 

2 – Crie profundidade

Para decorar ambientes pequenos e fazer com que eles passem uma sensação de amplitude, trabalhar a profundidade é um caminho que dá certo. Bárbara comenta que nessa missão, os espelhos são ótimos.  Além disso, nichos e papéis de parede podem ajudar a alongar o espaço.

 

Sala de jantar com decoração elegante e parede de espelho.

Os espelhos iluminam o ambiente, criam profundidade e são excelentes para projetos de todos os tamanhos. (Imagem: projeto de interiores Penha Moraes)

 

Leia também: Design de interiores e projeto arquitetônico – qual a diferença?

 

3 – Aproveite a mobília

Mobília inteligente e com dupla função também trabalha a favor de ambientes pequenos. E a dica vai além dos móveis de madeira planejados: gaveteiro na parte de baixo da cama tradicional, ou baú na cama box são algumas alternativas interessantes apontadas por Pauline.

 

“Aqui no escritório nós aproveitamos cada frestinha, criando projetos de interiores com mobiliários que aproveitam bem todo o espaço de maneira prática e bonita.”

– Pauline Moraes
Penha Moraes Arquitetura

 

Quarto infantil bem decorado, delicado.

Aproveitar cada espaço do ambiente com a mobília adequada deixa o cômodo funcional, bonito e confortável. (Imagem: projeto de interiores Penha Moraes)

 

4 – Use bem as cores

Por fim, as cores das paredes, mobília e acessórios também exercem uma importante influência na percepção de tamanho do ambiente. Aqui, Bárbara conta que quanto mais fechada a cor, mais fechado fica o aspecto do cômodo. E para espaços que já são pequenos, essa pode não ser a melhor alternativa.

Para decorar espaços menores, portanto, a dica é escolher tons neutros e claros. Mas isso não significa que tudo precisa ser monótono ou sem personalidade. Pontos estratégicos como almofadas e quadros podem trazer mais informação colorida e estampada.

Além disso, cores homogêneas podem ser trabalhadas no conceito ton sur ton – que é, inclusive, uma das grandes tendências de decoração para 2020.

 

Quarto de casal com decoração em ton sur ton.

Cores homogêneas e pontos estratégicos coloridos ajudam a aumentar a sensação de amplitude do ambiente. (Imagem: projeto de interiores Penha Moraes)

 

Aproveite e confira os projetos de interiores da Penha Moraes Arquitetura.