fbpx

Como construir uma casa: passo a passo

Como construir uma casa: confira o passo a passo para a construção de um imóvel seguro, dentro das normas e que atenda suas necessidades.

Quem procura saber sobre como construir uma casa se depara com um fato importante: o processo não é tão simples quanto parece. A boa notícia é que seguindo o caminho adequado, o procedimento todo flui tranquilamente e o imóvel fica do jeito que o proprietário idealizou.

Quer entender o passo a passo de como construir uma casa? Então, acompanhe nosso artigo.

 

Passo 01: escolha do terreno ideal

Para quem vai construir uma casa e ainda não tem o terreno, esta é uma boa oportunidade de começar o processo do jeito certo.

Primeiro, é fundamental entender a situação do lote em termos de documentação. Para isso, é recomendável conferir os seguintes aspectos: o terreno está regularizado? Você pode ter uma matrícula própria ou será uma parte ideal de um lote de terceiro? Existem ruas com rede de esgoto, água e eletricidade em um dos lados do terreno, pelo menos?

A dica é escolher espaços que estejam regularizados, que você possa documentar como de sua propriedade e que tenham, em pelo menos um dos lados, uma rua com rede de luz e água passando – ou, no mínimo, que o logradouro já esteja registrado na prefeitura. Isso, porque se não houver rede de esgoto ou eletricidade, o logradouro permite solicitar essas ligações.

Já em termos de posição, tipo e localização do terreno, o conceito do que é ideal pode variar.  Mas, de um modo geral, a recomendação é que o lote tenha um tipo de solo que não exija as espécies mais caras de fundação. Solos muito alagados, por exemplo, demandam mais trabalho estrutural – o que encarece a obra. Vizinhos, inclinação e segurança da região também entram na lista de verificação.

 

Passo 02: desenvolvimento do projeto arquitetônico

O projeto arquitetônico é fundamental porque ele garante:

  • conformidade às normatizações exigidas pelo município para sua posterior regularização;
  • melhor aproveitamento do terreno;
  • dimensionamento correto dos ambientes de acordo com a funcionalidade;
  • atendimento às necessidades e desejos do proprietário.

Nesse sentido, a recomendação é contratar um arquiteto.

Inclusive, Bárbara Penha, da Penha Moraes Arquitetura, alerta que é muito comum não conseguir regularizar a construção quando ela foi realizada sem a orientação de um projeto arquitetônico adequado.

“Uma edificação erguida sem o projeto arquitetônico, dificilmente cumprirá todas as normas exigidas pelas instituições da cidade. Como resultado, não é apta a ter uma documentação – o que é muito ruim para qualquer proprietário.”

Bárbara Penha
Penha Moraes Arquitetura

 

Como construir uma casa - projeto de casa na fazenda

O projeto arquitetônico garante atendimento às normas, aproveitamento do terreno e ainda os aspectos estéticos desejados. (Projeto Penha Moraes Arquitetura)

 

Inclusive, Bárbara conta que vários clientes da Penha Moraes Arquitetura procuram os serviços do escritório por que, anteriormente, se aventuraram a realizar construções sozinhos ou com profissionais desqualificados.

“Nessas construções sem o suporte de um arquiteto, é comum que as pessoas tenham problemas de documentação e também de questões práticas. Os cômodos não ficam do tamanho que imaginaram, a mobília não cabe e a casa acaba por ser totalmente o contrário do que sonharam um dia. Então, desta vez, querem fazer tudo do jeito certo e sem dor de cabeça, por isso nos contratam”, completa Bárbara.

Por fim, alguns escritórios de arquitetura – como é o caso da Penha Moraes – também auxiliam o cliente no processo de aprovação do projeto junto à prefeitura, que concederá o alvará de construção.

 

Passo 03: desenvolvimento dos projetos complementares

Apenas com o projeto arquitetônico em mãos, é possível realizar os projetos complementares de forma eficiente. Aqui, entra a elaboração do projeto estrutural, hidráulico e elétrico de acordo com o que foi definido em toda a arquitetura da casa.

Bárbara conta que o time parceiro da Penha Moraes Arquitetura desenvolve essa parte, facilitando todo o procedimento para o cliente.

 

Passo 04: contratação do construtor

Com os projetos prontos, é hora de contratar quem vai executá-los. Ou seja: a construtora, que pode ser uma pessoa jurídica ou física.

 

como construir uma casa - projeto de prédio

Com projeto e alvará, é hora de construir – contrate uma pessoa jurídica ou física de confiança. (Projeto Penha Moraes Arquitetura)

 

Passo 05: realização da vistoria de conclusão de obra

Ao concluir a obra, é necessário fazer a vistoria de conclusão. Nesta vistoria, há uma comparação entre o projeto que foi previamente aprovado pela prefeitura e a construção. Se tudo estiver de acordo, a vistoria de conclusão permite a emissão do Habite-se – item indispensável para, finalmente, documentar o imóvel.

“Quando o cliente termina a obra, ele entra em contato conosco e nós providenciamos essa vistoria de conclusão”, completa Bárbara.

 

Leia também: Imposto de renda – como declarar construção ou reforma de casa

 

Passo 06: finalização da documentação

Como vimos, a vistoria permite a emissão do Habite-se. Com esse documento, o proprietário vai até o cartório de sua cidade e pode regularizar definitivamente a obra, tendo um registro de imóveis e uma matrícula da edificação.

A documentação é fundamental porque além de ser a identificação oficial da sua casa, que comprova que ela existe e que você é o proprietário, com tudo regularizado há um importante ganho de valor de mercado.

É um ciclo: o projeto arquitetônico garante que a casa é construída dentro das normas e, assim, é possível regularizá-la.

Vale reforçar que imóveis não regularizados não podem sem financiados por bancos, o que diminui seu valor monetário e também dificulta uma eventual venda.

 

Gostou das nossas dicas? Confira mais sobre construção, documentação e projetos no Blog da Penha Moraes Arquitetura.